EM QUE “PÉ” FIFA E PES FECHAM O ANO DE 2018

      3 comentários em EM QUE “PÉ” FIFA E PES FECHAM O ANO DE 2018

Em que “pé” o FIFA 19 e o PES 2019, fecham esse ano de 2018. Vamos fazer uma breve análise sobre ambos os games, citar os pontos negativos, positivos e como andam as vendas das franquias.

Literalmente essas 2 ultimas entregas de ambos os games, não foram das melhores para os fãs. Em vendas tanto pra Konami, como pra EA, foi um sucesso. PES 2018 foi o PES que mais vendeu com o motor Fox Engine (6 milhões) e FIFA 18 o mais vendido (+ de 20 milhões).

Porém nesse ano muitos fãs ficaram insatisfeitos com os jogos. As entregas 2019, PARECIAM que iriam tomar um outro rumo. Pelo menos na E3 isso transparecia. Mas no final vemos que ambos os games, estão falhos do que os fãs realmente esperam e merecem.

AS VENDAS

Nenhuma das empresas costuma lançar os números exatos de vendas. Por um lado, o FIFA ainda segue sendo o jogo mais baixados na PSN, Live, e vai muito bem no PC. FIFA também tem bons números no Oriente.

FIFA, nesse momento, já chega na casa dos 10 milhões de unidades. Mesmo com diversos problemas, com diversas atualizações, a EA ainda possui um bom marketing, possui boas licenças e modos de jogos atrativos. Talvez não passe os 20 milhões do FIFA 18, mas com certeza já é um sucesso de vendas e lucros para a EA.

Porém a EA, termina o ano com a desconfiança do seu publico. Fato que muitas pessoas deixaram de comprar. Fato que o game esta sendo muito criticado. Fato que a EA, precisa urgentemente rever seus conceitos em seus jogos, tanto FIFA, como Battlefield.

Por mais que a EA mantenha uma enorme distância pra Konami, não pode parar no tempo, pois o mercado é cruel. Do mesmo jeito que ela ganhou espaço no mercado, a Konami também pode, no futuro, reverter esse jogo.

Mas o maior problema da Konami é ela mesma. Por mais que ela venha melhorando nos últimos anos, em relação a proximidade com a comunidade, ainda tropeça em seus próprios erros.

Do PES 2014 até o PES 2018, a Konami sempre manteve o padrão de 3 a 6 milhões de unidade vendidas. Acreditem, qualquer jogo triplo A que atinge a marca de 2 milhões (ainda mais um jogo anual) já é considerado um sucesso de vendas, com retorno financeiro à empresa.

Claro que a EA, com 20 milhões de copias vendidas, tem um retorno maior. Assim, tem mais dinheiro em caixa pra investir do que a empresa japonesa. Mas não, a Konami não é falida e nem está falindo.

Porém, ela como empresa, investe naquilo que PES gera pra ela. Mas dentro dos padrões que ela investe, ainda assim, esse padrão acima de 2 milhões de unidades, gera lucro para ela.

A Konami, esse ano, arriscou, deixou a antiga geração e, ela sabia que isso iria impactar nas vendas desse ano. Tanto que vimos uma queda de 45 %. Mas ELA, sabia disso, preparou-se pra isso e, deixar a antiga geração foi necessário.

É aquele velho ditado: vamos dar um passo para trás, pra poder dar dois passos lá na frente. Até o momento, PES 2019 está na casa dos 2,5 milhões de unidade.

Talvez PES 2019 torne-se o PES menos vendido da geração Fox Engine. Mas como falei, ela sabia que isso iria ocorrer, ela se preparou pra isso. Porém, o mesmo conselho a EA, serve para a Konami.

Não pode parar no tempo. Precisa continuar com o bom suporte nessa atual versão e inovar na próxima entrega. Precisa mostrar que o game pode ser bom fora das 4 linhas.

POSITIVO E NEGATIVO

O caminho a ser traçado, por ambas as empresas, não será fácil. Mas, talvez investir pesado aonde elas mais pecam, seja o fundamental, pra que a comunidade enfim, sinta-se realmente ouvida.

A Konami precisa urgentemente parar de focar 90% em gameplay. Não que seja perfeito, mas ele é bom é jogável e leves ajustes já deixariam tudo ainda melhor.

Porém, um jogo não vive só de gameplay. O jogo precisa durar um ano e, pra isso, precisa ser atraente, também, fora do campo. A Konami precisa, URGENTEMENTE, focar em modos de jogos mais imersivos, tanto online como off-line.

Precisa fazer com o PES, o que a EA faz com o FIFA fora das quatro linhas: imersão de jogo, modos atrativos, intuitivos. A Konami precisa desligar o modo CTRL+C, CTRL+V dos modos.

Pelo lado do FIFA, tem um suporte incrível ao jogo. Modos de jogos bons demais, imersão extra campo nota 10. Mas ela peca dentro de campo. Traz um gameplay já batido, repetitivo, sem avanços ou grandes novidades.

O maior exemplo disso, é você por o FIFA 18 ao lado do FIFA 19, se tirar a placa de publicidade, dificilmente você consegue notar qual é qual. E antes que algum fanboy venha aqui no comentário, saiba que jogos os 2 jogos e quero o melhor para os dois.

Sobre o modo online, não preciso nem dizer né? Ambas as empresas pecaram esse ano de novo. Claramente, vemos que nem EA nem Konami estão 100% preparadas para seus modos online.

Portanto, deixo aqui a minha critica a ambos os jogos, no fechamento desse ano. No inicio de Fevereiro, ambas as empresas já estarão focadas 100% no desenvolvimento das suas próximas entregas.

Que elas olhem com carinho a sugestão dos fãs, os desejos das comunidade e, que no ano que vem, eu possa estar escrevendo essa mesma matéria, mas dando opiniões extremamente positivas de ambos os jogos.

EXTRA

Dando um extra nessa matéria, hoje, dia 17 de dezembro, a EA soltou sua 6ª atualização, disponível já pra Xone, PS4 e PC. Dessa vez, o foco foi apenas nos modos online do jogo.


Modos on-line: 


fez as seguintes alterações:

Algumas melhorias na capacidade de resposta do jogo em situações em que a conexão de rede do seu oponente pode estar sofrendo perda de pacotes ou alta latência.
Esta alteração aplica-se aos seguintes modos de jogo:
Campeões do FUT
Rivals da Divisão FUT
Rascunho Online FUT
Clubes Pro FIFA
Estações Co-op da FIFA

Outro extra na matéria, agora sobre o PES 2019 Mobile: recentemente, saiu o trailer do jogo, e podemos “rumorizar” algumas coisas sobre o futuro das versões de consoles.

No trailer do PES 2019 mobile, além de mostrar as 12 ligas novas licenciadas. Mostra algumas equipes que ainda não são parceiras do game, como Internacional, Porto, Benfica, Napoli, Lazio, Fiorentina, Santos etc. Será que serão futuros parceiros do PES, em consequência seus futuros estádios?!

Pessoal, comentem bastante, deixem sua opinião e nos divulgue. Aproveite e, me sigam lá no Twitter @GalvaniRenan. Um grande abraço a todos vocês.

#PES2019 #FIFA19

LEIA TAMBÉM:

RIVER PLATE EXCLUSIVO DO PES 2020

3 comments on “EM QUE “PÉ” FIFA E PES FECHAM O ANO DE 2018

  1. Thiago Correia

    A jogabilidade do PES 2019 é muito boa realmente. Acredito que melhorando a parte de dribles, que realmente tem uma lentidão na execução da maior parte desses movimentos, o jogo seria mais atrativo para todos alem de aproximar os jogadores de fifa.

    No FIFA os dribles funcionam ate demais e fogem da realidade.

    O PES mostrar ao meu ver a melhor lógica do que ocorre dentro de campo. Porem para ser competitivo com o FIFA é necessário mudanças de maior impacto tanto na jogabilidade quanto nos modos de jogo que são iguais a desde o PS3.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.